top of page

Astrologia para 2023

Atualizado: há 6 dias

Com o início de um novo ano existe uma expetativa de como este irá se desenrolar. A Astrologia pode indicar as tendências.


Irá ser mais leve ou mais desafiante que o anterior? Que temas vão estar em destaque?.


Vou falar-vos de 2023 a partir de duas abordagens ancestrais que gosto particularmente, a Numerologia e a Astrologia, embora ainda mal compreendidas por alguns, que as desvalorizam e não lhe dão crédito, sobretudo devido à falta de conhecimento da sua história. Antes de explicar o ano 2023 vou fazer uma brevíssima introdução das mesmas sem me alongar porque muito haveria para contar de ambas.


Foto Nasa



Numerologia


A Numerologia terá nascido na Antiguidade onde era estudada, assim como a Astrologia, mas teve um grande desenvolvimento com o filósofo e matemático grego Pitágoras. Para ele o cosmos era regido por relações matemáticas e a partir daí estabeleceu a relação entre os números e a vida humana. Definiu os números básicos de 1 a 9, em que cada um deles tem uma determinada vibração que influencia a vida das pessoas. E foi mais além ao estabelecer que cada número está associado a um símbolo sonoro (letra, fonema).

Como podemos constatar os números estão presentes em toda a nossa vida, desde o momento em que nascemos através da data nascimento, do nosso peso e por aí fora.

Ano 2023

Qual o número que rege 2023 a nível colectivo?

Se reduzirmos 2023 (2+0+2+3) a um dígito chegamos ao número 7.

O 7 é um número espiritual (assim como o 9), com uma energia mais lenta, que nos transporta para a reflexão, a introspeção, mas também para a expansão do conhecimento e consciência, seja através do estudo ou de práticas de desenvolvimento pessoal.

Momentos de questionamento interno vão ser mais frequentes ao longo deste ano, vamos ser “convidados” a um olhar interno e profundo para as nossas emoções e para as áreas da nossa vida em que existe insatisfação. É um processo fundo de procura de respostas que vai abrir caminho a mudanças nas nossas vidas.

Para quem tem tendência ao isolamento, sofre de depressão ou outras doenças do foro psicológico esta vibração tanto pode potenciar a procura de ajuda terapêutica, como o contrário e acentuar sintomas e patologias. Tudo depende do nosso livre-arbítrio, como vamos tirar partido desta energia. Por isso digo que não existem melhores números (como nos signos) que outros, apenas temos de ter consciência que tudo na vida tem o seu lado luz (positivo) e sombra (negativo), a partir daí cabe-nos a nos escolher como vamos usar essa energia, sabendo que na maioria dos casos as nossas maiores aprendizagens são feitas quando mergulhamos no lado sombra, aí descobrimos que muitas sombras se transformam em luz.

Se quisermos calcular o nosso Ano Pessoal de 2023 basta somarmos (Dia + Mês + 2023) e obtemos o nosso número que vai reger o ano.



Astrologia

A Astrologia foi desenvolvida há cerca de 5 mil anos pelos Sumérios na Mesopotâmia, embora existam registos muitos anteriores do seu uso (cerca de 20 mil anos). Pela observação dos astros, os povos começaram a constar que determinados eventos celestes tinham impacto na natureza e no comportamento das pessoas (Qual a melhor altura para as plantações, colheitas, navegações e até quando aconteciam conflitos e guerras).

Com as invasões e conquistas de povos e territórios o estudo da Astrologia espalhou-se para outros impérios e culturas, chegando ao ocidente pelo Império Romano, sendo o seu estudo incorporado nas universidades da época. Para terem ideia, em meados do seculo XII, os Astrólogos em Bolonha eram chamados de Mathematici, porque a Astrologia usava uma parte importante da matemática e os médicos usavam-na no tratamento de doenças.

A sua utilização caiu em declínio com a queda do Império Romano e com a intervenção da igreja, através da Inquisição que a descredibilizou e puniu quem a utilizava e defendia.

Com o Renascimento ressurge a Astrologia, com novas descobertas e evolução até aos dias de hoje. A Astrologia é dinâmica e nas próximas décadas haverá uma grande expansão através de novas descobertas e da sua aplicação no nosso dia a dia.


Ano 2023 – Ano da Lua

O ano astrológico de 2023, começa com entrada do Sol no signo de Carneiro, vai ser regido pela Lua. Este sistema foi desenvolvido pelo povo Caldeu e até hoje é usado para determinar o planeta que rege cada nosso ano astrológico.

A Lua está relacionada com as emoções, as carências da alma, a mãe, a fertilidade, o passado, as nossas fundações emocionais, a nossa casa, a nossa intuição, o povo de uma nação. A nível de saúde rege o estômago e os seios. Ao longo deste ano as mulheres vão estar em destaque (na família, na sociedade), vamos assistir a um aumento de gravidezes e do número de nascimentos. Todo o nosso mundo emocional vai ser remexido para trazer ao de cima o que precisa ser trabalhado e curado. Como a Lua pertence ao elemento água, acontecimentos com água passem a ocorrer com uma frequência maior do que o costume.



Para além desta regência, 2023 vai trazer algumas mudanças importantes, a nível coletivo e individual, com a entrada de Planetas em novos signos como é o caso de Plutão em Aquário, Saturno em Peixes e Júpiter em Touro. E teremos outros trânsitos de menor duração que não vou falar para não alongar muito o texto.


Júpiter


Júpiter o Planeta do otimismo, da expansão, do conhecimento, da sabedoria, da fé, da verdade e do que está para além das nossas fronteiras físicas vai continuar a transitar pelo signo de Carneiro até 16 de maio.

Carneiro representa a independência, a afirmação da identidade, a coragem, o desbravar de novos caminhos, o empreendedorismo, mas também a impaciência, a impulsividade, a guerra, a violência, o exército e as forças armadas.

Com Júpiter em Carneiro novos projetos vão surgir, assim como atos de coragem, de luta e manifestações por mudanças, pela conquista de mais liberdade e direitos. Mas também rebeliões, conflitos e violência entre países para afirmação de poder e conquista de territórios assim como ataques de natureza religiosa ou de crenças diferentes vão continuar a acontecer. A diplomacia vai ser muito desafiada durante esta passagem de Júpiter em Carneiro.

A partir de 16 de maio, Júpiter entra em Touro que é o signo da estabilidade, da perseverança, da teimosia, dos sentidos (prazer, estética) mas também dos recursos materiais, do trabalho, da agricultura, dos mercados financeiros, da moeda.

Desde 2018 que Urano (Planeta que representa o futuro, a liberdade, a inovação, a rebeldia, a Humanidade, a ciência, os grupos) tem estado em Touro a incutir inovação na forma de trabalhar, com o crescimento de profissões ligadas à tecnologia, tivemos o exemplo do teletrabalho durante a pandemia. Na agricultura com a mudança de práticas e o desenvolvimento da agricultura biológica. Nos mercados financeiros com o crescimento das moedas digitais, mas também com a escassez de recursos e o aumento da inflação.

Júpiter ao entrar em Touro, logo nos primeiros dias, vai fazer um aspeto de grande tensão (quadratura) a Plutão em Aquário, muitas mexidas nas economias mundiais e escândalos financeiros podem acontecer nesta fase. À medida que Júpiter se afastar desta tensão vão se começar a ver os seus benéficos, através do crescimento da economia e do comércio, estabilização dos preços. Os recursos da Terra vão ser usados com mais sabedoria, que trará melhorias para o meio ambiente. A diplomacia vai ser exercida para alcançar a paz em conflitos existentes. Como Touro gosta dos prazeres da vida, Júpiter vai expandir, cuidados com exageros na alimentação e não só!




Saturno


Em março Saturno entra em Peixes para ficar até maio de 2025. Saturno é o Planeta da responsabilidade, dos limites, da restrição, da estrutura, da rigidez, do conservadorismo, que tudo se consegue com tempo, fala também das autoridades, das estruturas de poder, dos governos.

Peixes é o signo que fala do misticismo, da empatia, da compaixão, da sensibilidade, do altruísmo, dos sonhos, da imaginação, da criatividade, das ilusões, dos oceanos, dos hospitais, dos vícios, das prisões e manicómios.

Saturno em Peixes são duas energias muito antagónicas. Saturno vai trazer realidade aos nossos sonhos, aos nossos projetos criativos, teremos capacidade de perceber o que tem pernas e pés para andar e o que não tem, e assim evitar desilusões. O pessimismo de Saturno pode acentuar o isolamento social assim como as questões psicológicas e os vícios. Problemas com oceanos, contaminação de águas, tsunamis, chuvas intensas, vão acontecer com mais frequência. A religião e a espiritualidade vão ser muito faladas durante este trânsito. Curas para doenças vão ser descobertas assim como novas doenças.




Plutão


Plutão o Planeta da morte, do renascimento, da transformação, do poder pessoal, do controlo, das profundezas do subterrâneo, das emoções mais profundas, vai entrar em Aquário de 23 a 11 de junho, para ficar em definitivo de 2024 até 2043. Neste pequeno período ele já dará indícios do que poderá acontecer ao longo desta longa estadia em Aquário.

Aquário é o signo da humanidade, da liberdade, da rebeldia, dos grupos, dos ideais, dos amigos, da ciência, da tecnologia, do futuro. Nos próximos anos vamos assistir a uma revolução tecnológica enorme, muitas delas inimagináveis nos dias de hoje. A inteligência artificial irá ter um grande desenvolvimento, irá ser aplicada a cada vez mais áreas. Novas fontes de energia vão substituir o petróleo e seus derivados. Por outro lado, tentativas para estabelecer um maior controlo da liberdade individual através da tecnologia podem ocorrer. Novas descobertas espaciais e não só vão abrir caminho a mudanças na compreensão do mundo aos olhos de hoje. Muitos países vão passar por processos de transformação para regimes com mais liberdade, humanismo.

Só para terem a noção do impacto que este trânsito vai ter, a última passagem de Plutão em Aquário (1778-1798) foi quando se deu a para a revolução francesa e a revolução industrial.

Até lá Plutão irá finalizar o seu trânsito em Capricórnio, iniciado em 2008, continuando a mexer com todas as estruturas de poder económico e político.





Para saber o impacto destes trânsitos nas nossas vidas só é possível com a análise do mapa individual.

Marca aqui a tua consulta comigo


Espero por ti se quiseres saber mais sobre o teu Mapa Astral


57 visualizações0 comentário