top of page

A Noite das Bruxas: Halloween, uma Festa para Refletires

Do assustador ao fofo e ao engraçado, a festa do Halloween serve para entrar no espírito assustador, a única noite em que fica bem ser horripilante.


O Halloween, ou Dia das Bruxas, é uma festividade que atrai a atenção de pessoas de todas as idades no mundo inteiro. Originário de tradições celtas, o Halloween é comemorado na noite de 31 de outubro e é um momento de diversão, fantasias e, para muitos, de reflexão. Neste artigo, exploramos as origens e significados do Halloween, bem como as reflexões que esta festa tão icónica te convida a fazer.

cancro mada
outubro rosa

As Origens do Halloween



O Halloween tem as suas raízes nas tradições celtas, especialmente no festival chamado Samhain. Para os celtas, esta data marcava o fim do verão e o início do inverno, um período associado à morte da natureza e ao mundo dos espíritos. Acreditavam que nesta noite as barreiras entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos se tornavam ténues, permitindo que espíritos e entidades sobrenaturais vagueassem pela Terra. As pessoas vestiam-se com máscaras e fantasias para afastar esses espíritos e garantir a sua própria segurança.


Com a chegada do cristianismo, o Dia de Todos os Santos (All Saints' Day) foi estabelecido no dia 1 de novembro, e a noite anterior, 31 de outubro, tornou-se conhecida como All Hallows' Eve (véspera de todos os Santos), que posteriormente se transformou no Halloween que conhecemos hoje.


O Halloween Moderno


O Halloween moderno é uma mistura de tradições antigas e influências de várias culturas. Atualmente, as pessoas celebram a data de várias maneiras, mas algumas práticas são comuns a muitas festas de Halloween, como o uso de fantasias assustadoras, decorações temáticas, histórias de fantasmas e, claro, a pedir doces em "Doces ou Travessuras". Para muitos, o Halloween é simplesmente uma festa divertida e uma oportunidade de escapar da rotina diária. Por outro lado, em Portugal existe a tradição de pedir o pão por Deus no dia 1 de novembro. As senhoras costumavam fazer broas de erva doce e ofereciam às crianças.


"Uma máscara diz-nos mais do que um rosto"
Oscar Wilde

outubro rosa
Uma festa assustadora que mostra a outra face do medo às crianças!



Traz à Vida o Pão por Deus: Uma Tradição Portuguesa de Generosidade e Memória


O Pão por Deus é uma antiga tradição de Portugal que remonta ao século XVI, celebrada anualmente no dia 1 de novembro, conhecido como o Dia de Todos os Santos. Neste dia, crianças e jovens percorrem as ruas, e batem de porta em porta, e em vez de pedir doces como no Halloween, pedem Pão por Deus. A origem desta prática está relacionada com a caridade e o respeito pelos falecidos, uma vez que o Pão por Deus era inicialmente destinado a ser oferecido às almas dos mortos.

O ato de pedir Pão por Deus é uma tradição que une as comunidades em Portugal, promovendo valores de solidariedade e recordação das gerações passadas.


As crianças carregam sacos decorados e, ao baterem às portas, declamam versos tradicionais como "Pão por Deus, dá-me um tostão, se não mo deres, ponha-te Deus a mão." As pessoas que atendem à porta, geralmente, retribuem com pão, bolos, frutos secos ou pequenas moedas. Esta tradição tem raízes históricas e religiosas profundas e continua a ser uma parte significativa do patrimônio cultural português, mantendo viva a conexão entre gerações e fortalecendo os laços comunitários.




1% do cancro de mama afeta os homens
O Halloween é uma festa de famílias e para famílias assustadoras

Reflexões Sobre o Halloween


O Halloween, porém, pode ser muito mais do que apenas uma desculpa para te fantasiares e comeres doces. Convida-te a refletires sobre vários aspetos das tuas vidas e do mundo em que vives:

  1. Morte e Renascimento: O tema central do Halloween é a transição entre a vida e a morte. Isto pode lembrar-te da efemeridade da vida e da importância de a valorizares enquanto a tens.

  2. Máscaras e Identidade: As máscaras usadas nas festas de Halloween podem fazer-te pensar sobre as máscaras que todos nós usamos nas nossas vidas diárias. Que aspetos da tua verdadeira identidade escondes por trás dessas máscaras?

  3. Medo e Coragem: O Halloween convida-te a enfrentares os teus medos de maneira controlada e segura. Isso lembra-te que enfrentar os teus medos pode tornar-te mais corajoso e resiliente.

  4. Comunidade e Tradição: O Halloween é frequentemente uma festa comunitária, onde as pessoas reúnem-se para a celebrar. Por isso, destaca-se a importância da comunidade e do apoio social nas nossas vidas.

  5. Criatividade e Expressão: A criatividade envolvida na escolha de fantasias e decorações é uma oportunidade de expressão individual. O Halloween incentiva-te a abraçar a tua criatividade e originalidade e perderes o medo de te revelares horripilante.


Em conclusão


O Halloween é muito mais do que apenas uma festa de doces e fantasias. É uma oportunidade de refletires sobre a vida, a morte, a identidade e o medo. Através das tradições desta festa, podes encontrar significado e valor na tua própria existência e explorar aspetos mais profundos da tua psique. Portanto, na próxima vez que celebraras o Halloween, lembra-te de que esta festa é mais do que apenas diversão; é uma oportunidade de crescimento pessoal e reflexão. Feliz Halloween!



39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page