top of page

Os pés, a base da postura e do equilíbrio do corpo

Numa aula de Pilates uma aluna perguntou se haveria algum condicionante na prática porque tinha os pés chatos. O facto de ter os pés chatos não impede a prática. Pelo contrário, é importante analisar os pés para que se possa melhorar a sua saúde. Nas aulas de Yoga o professor refere muitas vezes que se deve ter atenção à postura a partir da sua base – os pés-.

É verdade que o Yoga e o Pilates têm tanto de semelhante como de diferente. Para começar, as respirações são bem diferentes. Por outro lado, no que se refere aos pés, a abordagem é idêntica e existe a preocupação em assegurar uma boa postura corporal. Assim, uma boa base começa logo nos pés.

Nunca é demais referir que os pés enfraquecidos causam tendinite, fascite (inflamação na planta do pé) e até insuficiência muscular. Para além disso, também é necessário cuidar dos dedos dos pés, para evitar entorses, problemas articulares e lesões. Afinal, essas pequenas partes do nosso corpo são responsáveis pela estabilidade dos pés e tornozelos.

O pé humano apresenta uma das maiores variedades estruturais do corpo. Recebe e distribui o peso corporal, adaptando-se a superfícies irregulares e atua como uma alavanca rígida que impulsiona o organismo durante a marcha (Ledoux e Hillstrom, 2002).

É necessário levar muita atenção e consciência para essa zona. Uma das melhores formas é assegurar que estão bem definidos os 3 pontos chave para o correto alinhamento.

O pé deve ser apoiado sobre três pontos para conferir o correto alinhamento do corpo: tuberosidade calcânea, a base do primeiro metatarso, a base do quinto metatarso.



Quantas vezes numa aula de yoga ouves dizer: junta os dedos grandes dos pés e alonga os restantes. Deixa o dedo grande no chão e levanta os restantes quatro dedos. Junta os calcanhares e separa os dedos dos pés. Ativa o arco interno do pé.

Certo?



Existem várias técnicas que poderá fazer em casa por forma a obter pés vivos e saudáveis, que em seguida passarei a explicar.


ANDAR DESCALÇO


Sempre que tiveres oportunidade anda descalço. O pé fica mais descontraído, os dedos afastam-se uns dos outros e ganham mais mobilidade.
Ao acordar alonga e estimula os dedos dos pés antes de te calçares.




Se quiseres obter mais amplitude de movimentos a partir da raiz dos dedos dos pés, ativa e fortifica os arcos plantares, Leva a tensão para os dedos dos pés e para os calcanhares e levanta o arco interno do pé.
Fortalecer os dedos dos pés
Em pé, levanta os dedos dos pés e coloca-os separados no chão. Distribui o teu peso para os calcanhares ou para os dedos dos pés. Vai brincando com este exercício criando um desequilíbrio no corpo e vê como te sentes.





Abre as solas dos pés

Coloca uma bola de ténis no chão e faz uma automassagem rolando a bola em toda a sola do pé.

YOGA E OS PÉS


As posturas de pé podem dividir-se em dois grupos: as posturas de pé – os dois pés assentes no chão e as posturas de equilíbrio – e apenas um pé no chão. Também existem posturas em que se coloca toda a planta do pé na parede.

Primeiro grupo
As posturas de pé são fundamentais para definir o alinhamento corporal. Também são praticadas sem meias pelo que é mais fácil corrigir o equilíbrio, alinhamento e garantir que os dedos e os calcanhares estão bem apoiados no chão. Este alinhamento a nível do pé garante a correção da coluna.


posturas de pé


Tadasana



Foto: Image by yanalya on Freepik


Ao apoiar o pé desta maneira estamos a formar uma base de apoio, conhecida como a base triangular e que deve ser igual nos dois pés.
Se estiveres bem concentrada na tua prática começas a perceber que fazes mais força com uma perna do que noutra, Percebes que o peso do corpo está mais apoiado sobre os dedos dos pés ou sobre os calcanhares.







Foto: Image by yanalya on Freepik


Percebes que em certas porturas, nomeadamente as que estas de pé,tens tendência a trazer o peso para os calcanhares com receio de caires, enquanto que deverias trazer o peso para os dedos dos pés. Será que já sentiste isso?









segundo grupo
Permite desenvolver o equilíbrio porque o peso está apenas apoiado sobre um dos pés.
As posturas de equilíbrio permitem: elevados níveis de concentração, desenvolvimento da capacidade de equilíbrio, e capacidade de acalmar a mente. Se a mente estiver agitada é difícil manter o equilíbrio e a concentração. As posturas de equilíbrio ajudam a manter a mente centrada e portanto mais relaxada,


Existem muitas posturas para fortalecer os pés.
Vem a uma aula de yoga ou de Pilates e experimenta.

Marca a tua aula aqui

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo